Professores(as) universitários(as) compartilham suas vivências na pandemia

Histórias estão reunidas em livro organizado por docentes da UFRRJ

Nos meses iniciais da pandemia de Covid-19, professores de diversas instituições de ensino superior foram convidados a escrever sobre suas experiências pessoais e profissionais no período. O convite veio das professoras do Departamento de Teoria e Planejamento de Ensino do Instituto de Educação da UFRRJ, Luiza Alves de Oliveira, Juaciara Barrozo Gomes e Adriana Alves Fernandes Costa, que fazem pesquisa narrativa e integram o Grupo de Pesquisa Espaço de Saberes (GRUPES). O resultado é o livro “A docência (que) conta: narrativas de isolamento social”, organizado pelas docentes e recém-lançado pela Pedro & João Editores.

A publicação, que está disponível para download gratuito no site da editora, aproxima os leitores do ofício docente e dos homens e mulheres que o exercem.  “Pretendemos compartir com os leitores uma outra conformação de exercer a docência, de maneira que, através da singularidade de cada narrativa, se possa perceber a forma como esses professores se colocam no mundo e diante dele. É isso que revelam os textos que compõem a obra: uma docência muito mais bela, estética e humana”, explicam as organizadoras, em entrevista concedida por e-mail.

Dos trinta professores-autores, doze são vinculados à Universidade Rural: Adriana Alves Fernandes Costa; Ana Maria Dantas Soares; Bruno Cardoso de Menezes Bahia; Bruno Matos Vieira, que também assina a arte da capa; Claudia Barbieri Masseran; Claudia C. Carvalho de Miranda; Fabrícia Vellasquez Paiva; Juaciara Barrozo Gomes; Luiza Alves de Oliveira; Márcio de Albuquerque Vianna; Marcos Estevão Gomes Pasche; e Viviane de Souza Rodrigues.

Atualmente, as organizadoras trabalham em outros dois livros: um com narrativa de crianças e outro, com docentes da Educação Básica. “Queremos inscrever o nosso manifesto amoroso e de desejo por dias mais calorosos de alegrias e igualdade e destinar as palavras de todos(as) e de cada um(a) àqueles(as) que almejam encontros potentes por um mundo mais justo”, concluem.

Para ler “A docência (que) conta: narrativas de isolamento social”, clique aqui.

 

Por Michelle Carneiro, CCS/UFRRJ.


Postado em 15/10/2020 - 13:03
Skip to content