Comitê de Acompanhamento mantém bandeira amarela na UFRRJ

Comitê de Acompanhamento do Coronavírus (Covid-19) na UFRRJ emitiu nota, em 18 de fevereiro, em que recomenda a manutenção da bandeira amarela na Universidade, com indicativo de mudança para bandeira Verde.

 

De acordo com o Comitê, “a bandeira amarela indica situação de atenção máxima”, com observação das “determinações constantes para a respectiva bandeira e previstas na Proposta de Diretrizes para o plano de retomada de atividades administrativas e acadêmicas”.

 

Leia, abaixo, a íntegra da nota do Comitê:

 

Nota do Comitê de Acompanhamento do Coronavírus (COVID-19), contendo sugestão de manutenção da bandeira amarela e indicativo de mudança para bandeira VERDE

 

Seropédica, 18 de fevereiro de 2022

 

Neste mês de fevereiro estamos observando a confirmação da tendência de redução do número de novos casos de COVID-19 pela cepa Ômicron, variante predominante entre os novos casos sequenciados e responsável pela quase totalidade dos casos de Síndrome Gripal no estado. Há tendência à estabilização do número de óbitos causados pela variante e queda sustentável da positividade para SARS-COV2 em testes RT-PCR.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) destaca, em nota técnica do dia 09/2/2022, a diminuição das taxas de positividade para o SARS-COV-2 em testes de RT-PCR, do número de casos e de óbitos pela doença. O sistema de pontuação indica que o estado do Rio de Janeiro voltou para a bandeira amarela (equivalente ao nível de risco baixo), refletindo a melhora do nível de risco e dos indicadores epidemiológicos no estado.

Entre as semanas epidemiológicas 03 e 05 (período compreendido entre 30/01/2022 e 05/02/2022) houve redução de 71,35% do número de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), saindo de 1267 para 362 internações; e redução de 30,21% do número óbitos por SRAG-COVID, saindo de 321 para 224 mortes. O índice de positividade dos testes para COVID-19 compreendido entre o período de 01 e 08 de fevereiro foi de 50%.

 

Conforme dados da SES, nos últimos dias houve uma diminuição relativa da ocupação de leitos de UTI em todas as regiões do estado, com exceção da região Centro-Sul, que está com 45% dos leitos de UTI ocupados. Neste momento o estado está com 49,4% dos leitos de UTI ocupados. Destacam-se as regiões Metropolitana I e Noroeste do estado, com 60% e 91% de ocupação dos leitos de UTI, respectivamente. A cidade do Rio de Janeiro está com 72% dos leitos ocupados, Três Rios com 80% e Campos dos Goytacazes com 100% de ocupação dos leitos de UTI, conforme os dados mais atualizados da SES. Praticamente não há filas por leitos de UTI e de enfermaria no estado e as solicitações por leitos de enfermaria e de UTI têm caído de maneira sustentada nas últimas semanas.

 

A taxa de contágio no Estado do Rio de Janeiro é de 1,98 (base de 07/02/2022), indicando que o risco é muito alto, conforme dados da UFRJ (https://dadoscovid19.cos.ufrj.br/pt). Destacamos que este indicador está relacionado a semana epidemiológica número 4 (23/01/2022 a 29/01/2022), provável período de pico de transmissão da variante Ômicron.

 

Considerando o quadro atual da pandemia, quando as taxas de vacinação alcançam níveis significativos no Rio de Janeiro e no país. Que a vacinação apesar de não impedir a transmissão da variante Ômicron do vírus, reduz significativamente as formas graves da doença, internações e os óbitos. E que seu efeito protetor é potencializado por medidas não farmacológicas como o uso de máscaras e a higienização das mãos. Um dos aspectos ressaltados na reunião do Comitê Covid-19 de 18/02/ 22 foi a necessidade de atualização das “Diretrizes para o plano de retomada de atividades administrativas e acadêmicas” na Universidade, que foram aprovadas em 31 de agosto de 2020 (Deliberação 121 2020 – SAOC, retificada pela Deliberação nº126/2020 – SAOC), em um momento em que ainda não havia vacinação no país e que havia sobrecarga dos hospitais e filas na regulação do Estado. Desta forma, a sugestão é de que as diretrizes sejam revisadas pelo CONSU.

 

Outra consideração importante é a obrigatoriedade de retorno presencial integral, em cumprimento a determinação judicial a partir de 07 de março do corrente ano, que faz com que a nossa realidade passe ser equivalente às condições previstas na bandeira branca, independente das avalições epidemiológicas do Comitê Covid-19, que prosseguirão seguindo a metodologia de pesquisa e análise até aqui adotadas para assessorar a comunidade acadêmica com informações confiáveis e cientificamente embasadas sobre os rumos e a dinâmica da pandemia.

 

Diante do exposto, o Comitê de Acompanhamento do Novo Coronavírus da UFRRJ, em reunião realizada em 18/02/22, recomenda a manutenção da bandeira amarela e indicativo de mudança para bandeira verde. A bandeira amarela indica situação de ATENÇÃO MÁXIMA. Devemos, portanto, observar as determinações constantes para a respectiva bandeira e previstas na Proposta de Diretrizes para o plano de retomada de atividades administrativas e acadêmicas”, em anexo à DELIBERAÇÃO Nº 121/2020 – SAOC, aprovada pelo CONSU, em 31/08/2020.


Postado em 23/02/2022 - 13:32
Skip to content
  • Realização:

    Este site é uma produção da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) da UFRRJ, criado para reunir todas as ações universitárias no período de isolamento social e teletrabalho impostos pela pandemia de coronavírus em 2020.

  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
    BR-465, Km 7 Seropédica-Rio de Janeiro
    CEP: 23.897-000
    FonePabx: (21) 2681-4600
    Reitoria: (21) 2681-4610 / 2681-4611
    Fax: (0xx21) 2682-1120